DestaqueVariedades

Arca da Aliança, elo entre Deus e os Israelitas

A Arca da Aliança era uma grande caixa revestida de ouro, onde as tábuas da Lei de Deus eram guardadas. A Arca era sagrada porque representava a presença de Deus em Israel. Deus usava a Arca para abençoar Israel. A Arca ficava no Tabernáculo e depois no Templo. Quando o povo de Israel saía para a guerra, eles levavam a Arca da Aliança como símbolo que Deus ia com eles. A Arca era um sinal visível de que Deus estava protegendo Israel.

Assim ficou ordenado: “Faça uma arca de madeira de acácia com um metro e dez centímetros de compri­mento, setenta centímetros de largura e setenta centímetros de altura. Revista-a de ouro puro, por dentro e por fora, e faça uma moldura de ouro ao seu redor. Mande fundir quatro argo­las de ouro para ela e prenda-as em seus quatro pés, com duas argolas de um lado e duas do outro. De­pois faça varas de madeira de acácia, revista-as de ouro e coloque-as nas argolas laterais da arca, para que possa ser carregada. As varas permanecerão nas argolas da arca; não devem ser retiradas. Então coloque dentro da arca as tábuas da aliança que lhe darei. “Faça uma tampa de ouro puro com um metro e dez centímetros de comprimento por setenta centímetros de largura, com dois querubins de ouro batido nas extremidades da tampa. Faça um querubim numa extremidade e o segundo na outra, formando uma só peça com a tampa. Os querubins devem ter suas asas estendidas para cima, cobrindo com elas a tampa. Ficarão de frente um para o outro, com o rosto voltado para a tampa.”

Os filisteus dispuseram suas forças em linha para enfrentar Israel, e, intensificando-se o combate, Israel foi derrotado, perdendo cerca de quatro mil no campo de batalha. Quando os soldados voltaram ao acampamento, as autoridades de Israel perguntaram: “Por que o Senhor deixou que os filisteus nos derrotassem?” E acrescentaram: “Vamos a Siló buscar a Arca da Aliança para que Deus vá conosco e nos salve das mãos de nossos inimigos”. Então mandaram trazer de Siló a Arca da Aliança do Senhor dos Exércitos, que tem o Seu trono entre os querubins. Os dois filhos de Eli, Hofni e Fineias, acompanharam a Arca da Aliança de Deus. Quando a Arca entrou no acampamento, todos os israelitas gritaram tão alto que o chão estremeceu.

Quando souberam que a Arca da Aliança viera para o acampamento, os filisteus, ouvindo os gritos, perguntaram: “O que significam todos esses gritos no acampamento dos hebreus?” Os filisteus com medo, disseram: “Deuses chegaram ao acampamento. Ai de nós! Nunca nos aconteceu uma coisa dessas, ai de nós! Quem nos livrará das mãos desses deuses poderosos? São os deuses que feriram os egípcios com toda espécie de pragas, no deserto. Sejam fortes, filisteus! Sejam homens, ou vocês se tornarão escravos dos hebreus, assim como eles foram escravos. Então os filisteus lutaram, e Israel foi derrotado; cada um fugindo para a sua tenda. O massacre foi muito grande, e Israel perdeu trinta mil homens da infantaria. A Arca de Deus foi tomada, e os dois filhos de Eli, Hofni e Fineias, morreram.

Embora a Arca da Aliança fosse totalmente coberta de ouro, conforme diz o livro do Êxodo, no Antigo Testamento, trata-se de um objeto cultual relativamente simples, típico de um povo nômade. As descrições falam numa caixa de 1,25 m de comprimento por 0,75 m de altura e largura, na qual eram encaixadas duas varas, também cobertas de ouro, usadas para transportá-la — tocar a Arca, ou mesmo vê-la ao ar livre, era um tabu muito sério entre os israelitas. O detalhe mais significativo do objeto para os estudiosos modernos, porém, talvez seja o de dois personagens misteriosos cujas imagens encimavam a tampa da Arca. São os dois querubins — criaturas que, na tradição são retratados como anjos, mas na verdade lembram esfinges com corpo de leão ou touro, asas de águia e cabeça humana.

A presença da Arca da Aliança servia quase como o elo direto entre Deus e os israelitas, o ponto focal onde a presença divina se fazia sentir. Ela era carregada sempre coberta, mas sua presença animava os guerreiros de Israel durante as batalhas, e realizava milagres como abrir as águas do rio Jordão para que o povo pudesse entrar na Terra Prometida.

 

 

Mostre mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Fechar