DestaqueVariedades

Sepulcro de Jesus – Visitado primeiro por mulheres, e depois, por Pedro e João

Os discípulos foram precedidos por Maria Madalena. Ela quem foi primeiro ao sepulcro, de madrugada, e percebeu que a pedra foi retirada. Maria Madalena não considerava a possibilidade de Jesus ter ressuscitado e não conseguiu compreender o que aconteceu. Foi ao sepulcro para chorar a ausência daquele a quem não deixou de amar. Apressa-se a avisar Pedro e João, e dizendo-lhes: “Levaram o Senhor do sepulcro e não sabemos onde o puseram.”

As mulheres ficam muito surpresas ao ver que o túmulo estava vazio. Maria Madalena correu até ‘Simão Pedro e o discípulo que Jesus amava’ — o apóstolo João. Mas as outras mulheres que foram ao túmulo viram um anjo. Dentro do túmulo havia outro anjo, que usa “uma veste comprida, branca”. Um dos anjos disse a elas: “Não tenham medo, pois Eu sei que vocês estão procurando Jesus, que foi morto na cruz. Ele não está aqui, pois foi levantado, assim como Ele mesmo tinha dito. Venham, vejam o lugar onde Ele estava deitado. Depois vão depressa e digam aos discípulos dele: ‘Ele foi levantado dentre os mortos e agora está indo adiante de vocês para a Galileia.’” Assim, “tremendo e tomadas de emoção”, as mulheres vão depressa contar isso aos discípulos.

A essa altura, Maria já encontrou Pedro e João. Sem fôlego, ela disse: “Retiraram Jesus do túmulo, e não sabemos onde o colocaram.” Pedro e João sairam correndo. João é mais rápido e chega ao túmulo primeiro. Ele olhou para dentro do túmulo e viu as faixas, mas fica do lado de fora. Quando Pedro chega, foi logo entrando. Ele viu os panos de linho e o pano usado para enrolar a cabeça de Jesus. Agora João começou acredita no que Maria disse. Apesar do que Jesus havia dito antes, nenhum deles entendeu que Ele foi ressuscitado. Confusos, voltaram para casa. Mas Maria, voltou ao túmulo, permaneceu ali. No entanto, as outras mulheres foram contar aos discípulos que Jesus foi ressuscitado. Enquanto corriam para fazer isso, Jesus as encontrou e disse: “Paz!” Elas se jogaram aos Seus pés e ‘lhe prestaram homenagem’. Jesus disse: “Não tenham medo! Vão, contem isso aos meus irmãos, para que eles possam ir para a Galileia, e lá todos vão me ver me verão.”

Antes, quando ocorreu o terremoto e os anjos apareceram, os soldados que vigiavam o túmulo “tremeram e ficaram como que mortos”. Ao se recuperar, entraram na cidade e “comunicaram aos principais sacerdotes tudo o que tinha acontecido”. Depois de os sacerdotes consultarem os anciãos dos judeus, decidiram esconder o assunto, subornando os soldados para dizerem: “Os discípulos dele vieram de noite e O furtaram enquanto estávamos dormindo.”

Os soldados aceitaram o suborno e fazeram o que os sacerdotes queriam. Em resultado disso, a história falsa de que o corpo de Jesus foi roubado se espalhou amplamente entre os judeus. Maria Madalena ainda estava chorando no túmulo, e inclinando-se para frente a fim de olhar o túmulo, ela vê dois anjos de branco. Estavam sentados, um no lugar onde estava a cabeça de Jesus, e o outro onde estavam os pés. Eles perguntaram: “Mulher, por que está chorando?” Maria responde: “Levaram embora o meu Senhor, e não sei onde O colocaram.” Virando-se, Maria viu mais alguém. Ele repetiu a pergunta dos anjos e acrescentou: “Quem você está procurando?” Pensando que era o jardineiro, ela disse: “Se o senhor O tirou daqui, diga-me onde O colocou, e eu O levarei embora.”

Na verdade, Maria estava falando com o ressuscitado Jesus, mas ela não O reconhece imediatamente. No entanto, quando Ele disse “Maria!”, ela percebeu que era Jesus pelo jeito como Ele costumava falar com ela. Maria respondeu cheia de alegria: “Rabôni!”  Mas, com medo de que Ele estivesse para subir ao céu, ela segura Jesus. Por isso, Ele lhe disse: “Pare de me segurar, porque ainda não subi para o Pai. Vá aos meus irmãos e diga-lhes: ‘Eu vou subir para o meu Pai e Pai de vocês, para o meu Deus e Deus de vocês.’” Maria correu até onde estavam os discípulos. Ela disse: “Eu vi Jesus!”, acrescentando seu relato ao que as outras mulheres disseram.

Pedro e João – Então saiu correndo em busca de Simão Pedro e do outro discípulo, a quem Jesus amava, e disse-lhes: “Eles tiraram o Senhor do sepulcro, e não sabemos onde o colocaram!” Pedro saiu em direção ao sepulcro, acompanhado pelo outro discípulo. Ambos corriam juntos, entretanto, o outro discípulo correu mais do que Pedro e chegou primeiro ao sepulcro.

O discípulo que Jesus amava é o primeiro a chegar ao sepulcro. Não entra, mas ao debruçar-se pela abertura vê as ligaduras no chão. “Entretanto, chegou Simão Pedro, que O seguia, e viu as ligaduras no chão e o lençol que estivera sobre a Sua cabeça. Entrou também o outro discípulo que chegara primeiro ao sepulcro, viu e acreditou.” Bastou a João ver estes sinais para acreditar que Jesus estava vivo. Ele não podia ficar prisioneiro da morte. Quanto a Pedro, continuou perplexo diante desses mesmos sinais. Foi lento para acreditar. Maria Madalena, Pedro e João tiveram em comum a pressa na procura da presença de Jesus, ao seu ritmo, segundo o temperamento e a disposição interior de cada um. Maria Madalena manifestou a sua afetividade, João a sua intuição, e Pedro a sua lentidão em crer.

 

Mostre mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Fechar