DestaqueIguatemiNotíciasPolicial

PF prende em flagrante dois envolvidos em trabalho análogo à escravidão em fazenda de Iguatemi

Na última sexta-feira (09), a Polícia Federal em trabalho conjunto com o Ministério Público do Trabalho-MPT, prendeu em flagrante dois homens envolvidos com aliciamento e prática de trabalho análogo à escravidão, na região de Iguatemi, próximo à fronteira com o Paraguai.

Após levantamento de informações, as equipes da PF e MPT localizaram uma fazenda onde encontraram, aproximadamente, 30 trabalhadores rurais, de nacionalidade paraguaia, trabalhando em condições degradantes e análogas à de escravos em lavoura de mandioca. Também foi constatado o fornecimento de moradia precária aos trabalhadores.

Além das inadequadas e abusivas condições de trabalho, a remuneração dos trabalhadores era paga por meio de “vales”, os quais somente eram aceitos em estabelecimento comercial de propriedade do aliciador do grupo criminoso. Criando um círculo vicioso que aprisionava as vítimas no local, impedindo ou dificultando o retorno ao Paraguai.

O auto de prisão foi lavrado na Delegacia de Polícia Federal de Naviraí. Os envolvidos foram liberados após pagamento de fiança no valor de R$ 50 mil, imposta pela Justiça Federal.

Os envolvidos respondem pelo crime de submeter indivíduos a condição análoga à de escravo, sujeitando-os a trabalhos forçados ou a jornada exaustiva, submetendo-os a condições degradantes de trabalho, restringindo, por qualquer meio, sua locomoção em razão de dívida contraída com o empregador, além da pena correspondente à violência.

A ação também contou com o apoio da Polícia Civil do Mato Grosso do Sul e da Assistência Social de Iguatemi.

 

 

Fonte: Jornal do Conesul

Mostre mais

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Fechar