DestaqueNotíciasOutros DestaquesPolicial

Pedófilo é preso após marcar encontro com menina de 10 anos pelo WhatsApp

Suspeito enviava fotos sem roupas para as vítimas

Um homem de 37 anos foi preso em flagrante por pedofilia após aliciar sexualmente e marcar encontro com uma menina de 10 anos pelo WhatsApp. O suspeito já era monitorado e foi preso na segunda-feira (18) em Ponta Porã.

Conforme as investigações, a mãe da menina percebeu o assédio quando viu que o suspeito havia mandado fotos sem roupa para a criança e procurou a Polícia Civil. Além das fotos do corpo nu, o suspeito enviava cenas de sexo explícito e deixava claro o intuito de manter relação sexual com a vítima.

Equipes iniciaram as investigações e monitoramento do suspeito até a prisão, que ocorreu na casa da criança quando ele chegou para o encontro.

A prisão foi feita por investigadores da DAM (Delegacia de Atendimento à Mulher) com apoio da Delegacia Regional de Ponta Porã. Segundo o Porã News, o suspeito teria ameaçado a família da criança após a prisão.

Foi encontrada na posse do autor, grande quantidade de material pornográfico, muitos envolvendo relação sexual com meninas. O computador apreendido e aparelho celular foram enviados para exames periciais em Campo Grande.

Suspeito foi autuado pela prática dos crimes de aliciar criança com o fim de manter ato libidinoso, armazenar material pornográfico contendo cena de sexo explícito envolvendo crianças e adolescentes e tentativa de estupro de vulnerável.

A titular da DAM Sueili Araújo não descarta a possibilidade de existirem outras vítimas e as investigações encontra-se em andamento, na Delegacia de Atendimento à Mulher de Ponta Porã.

A Delegada ainda orienta que os pais não permitam que suas crianças utilizem celulares e aplicativos sozinhos, ou seja, devem monitorar o uso, já que os assédios se iniciam nesses aplicativos e se a família não percebe a tempo, as consequências podem ser muito graves, inclusive, com riscos às vidas dessas meninas e meninos.

Outras vítimas

Uma menina de 11 anos procurou a delegacia e confirmou ter sido assediada pelo suspeito, no início deste ano. À época, a menina teve que mudar de escola, por medo do homem e de suas investidas.

 

 

MidiaMax

Mostre mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Fechar