DestaquePolítica

Ex-vereador foi espancado por adolescente depois de desentendimento

Menor contou que aceitou fazer programa sexual com a vítima

Garoto de 15 anos foi apreendido na madrugada de hoje sob a suspeita de ter espancado o ex-vereador e empresário Luiz Antônio de Souza Ojeda, de 54 anos. Na delegacia, o adolescente contou que aceitou fazer programa sexual com a vítima, mas, se arrependeu e acabou agredindo e roubando o homem.

O delegado Camilo Kettenhuber Cavalheiro explicou que o adolescente foi apreendido depois de trabalho de inteligência da Polícia Civil. O local onde ele foi encontrado não foi divulgado.

Em depoimento, o garoto disse que, por volta de meia-noite do domingo (9), estava na Avenida Afonso pena, quando aceitou carona de Ojeda e concordou em participar de programa sexual por R$ 20.

Ainda conforme o relato, o adolescente concordou em ser ativo no ato sexual, mas, ficou irritado quando Ojeda pediu para ele ser passivo. Nesse momento, ele espancou o ex-vereador e fugiu em direção ao bairro Tiradentes.

Por acaso, o adolescente teria encontrado o irmão biológico na Rua Marquês de Pombal e, sem detalhar o que tinha ocorrido, acabou chamando o jovem para retornar ao local do crime. O garoto roubou os pertences da vítima e fugiu novamente.

Cavalheiro ressaltou que, por enquanto, a polícia tem apenas a versão do adolescente e existem vários pontos contraditórios no depoimento dele. “A gente espera que a vítima se recupere para ouvirmos outro depoimento”, disse.

No local onde Ojeda foi encontrado há câmeras de segurança. As imagens serão solicitadas pela polícia para auxiliar nas investigações.

O adolescente infrator está sob custódia do Ministério Público e deverá ser encaminhado para Unidade Educacional de Internação (Unei).

O CASO

Ojeda foi encontrado ferido, na segunda-feira (10),  ao lado de carro alugado no Bairro Cidade Jardim, em Campo Grande.

Testemunha acionou a polícia depois de constatar que veículo HB20, com placas de Belo Horizonte (MG), apresentava sinais de arrombamento.

Ojeda estava sem documentos e foi identificado pelos investigadores por meio de dados fornecidos a Locadora Movida. O veículo foi guinchado e entregue a empresa, depois da realização de perícia no local.

Ojeda exerceu cargo de vereador, pelo Partido dos Trabalhadores (PT), há dezenove anos. Ele também foi presidente do Esporte Clube Comercial, sendo hoje empresário e diretor jurídico da Central dos Trabalhadores do Brasil (CTB).

Mostre mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Fechar