DestaqueTribuna Livre

Tribuna Livre

DAGOBERTO NO MURO. Mais de 50 deputados federais estão em cima do muro quando o assunto é Impeachment. Um deles, é Dagoberto Nogueira, do PDT, da bancada sul-mato-grossense. É bem possível, que o parlamentar queira mesmo abandonar a política ao adotar a neutralidade num momento tão importante. Quem votar a favor de Dilma, estará contra a vontade popular.

RENÚNCIA NECESSÁRIA. A situação está caótica no País, com a economia estrangulada e a segurança ameaçada, além de tantos problemas que contribuem para o desânimo do povo brasileiro. O melhor caminho neste momento seria mesmo a renúncia da presidente, cuja atitude seria positiva para o melhor funcionamento das instituições. Um gesto de grandeza de Dilma tiraria o Brasil do “”calabouço”.

SAÚDE PRECÁRIA. A população de Guaíra está apavorada diante da precariedade da saúde no município. Para completar o quadro deprimente, mais um hospital deve fechar nos próximos dias. O tradicional Hospital São Paulo, que tem em torno de 10 funcionários já anunciou a medida, enquanto os guairenses ficam à mercê de atendimento precário, recorrendo à medicina de outras cidades.

TERCEIRA VIA? Os vereadores mundonovenses, Marcelo Ally e Eduardo Bertipaglia estão ensaiando uma parceria para ocupar a terceira via no processo sucessório de Mundo Novo. Os outros pré-candidatos até o momento são Nivaldo Marques do PT e Valdomiro Sobrinho, do PR. As alianças são formadas neste sentido, enquanto o empresário Antônio Cavalcante garante que não será candidato.

É TEMPO AINDA. O Projeto Revista Mundo Novo 40 Anos está na fase final, reunindo os últimos materiais e realizando alguns contatos derradeiros para que o trabalho seja concluído. Serão mais de 60 páginas de emoção, reunindo informações históricas desde 1953 e adentrando na história contemporânea. Quem, porventura, esteja interessado em participar, ou que possua alguma informação pertinente, fineza dar um toque: tel. 67 8408-8455 ou pelo e-mail tribunadopovo@hotmail.com

PENSAMENTO DO COLUNISTA. Uma mulher crente, que abraça a missão, deve zelar pela sã doutrina, não permitindo que seu ministério seja anulado. Se a filha, que tem apenas 15 anos de idade, deseja participar de baladas, mesmo com o consentimento do pai, a situação necessita ser revista. Quem deve cuidar da filha adolescente é a mãe em primeiro plano. Se persistir tal tentação, a condição de missionária deverá também ser abandonada em detrimento de assuntos familiares. – Jairo de Lima Alves

Mostre mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Fechar