CidadesDestaque

Mais de 60 mil pessoas foram afetadas pelas chuvas em MS

Mais de 60 mil pessoas já foram atingidas pelas fortes chuvas que estão assolando Mato Grosso do Sul. A informação é da Coordenadoria Estadual de Defesa Civil. Os prejuízos já ultrapassam R$ 117 milhões, somente para as primeiras 14 cidades que decretaram situação de emergência.

Conforme a Defesa Civil, até o momento, foram contabilizadas 43 pontes danificadas e 51 destruídas. Com relação às rodovias, são 140 danificadas e 27 interditadas. Há ainda informações de que 20 cidades decretaram situação de emergência, porém a Defesa Civil confirma 17 municípios.

Entre os casos graves atendidos pelo órgão estão as interdições de rodovias, pontes que foram levadas pela água e os desalojados após a subida dos rios Jardim, em Jardim e Apa, em Bela Vista. A Defesa Civil continua dando suporte aos municípios atingidos e aguarda a possível liberação de verba federal para as cidades atingidas.

Chuva

Mato Grosso do Sul registra o maior índice de chuvas acumuladas no mês de dezembro, segundo balanço divulgado pelo Cemtec (Centro de Monitoramento de Tempo, do Clima e dos Recursos Hídricos de Mato Grosso do Sul). Em Dourados, por exemplo, em comparação aos anos anteriores, houve aumento de 22,76% acima do histórico que mantinha média de 182,2 mililitros e agora já está com 224,4. Em Ponta Porã a alta foi de 53% e em Bela Vista 4%

Rio Brilhante segue neste mesmo sentido e já atingiu 87% em relação ao histórico de 183,2 mm. Juti vem em seguida com 84,26% do ápice de 191,3 mm. Maracaju chegou a 80,45% de 205,1 mm, Itaquiraí vem com 73,6% de 173,6 mm e Jardim 67,6% de 184,9 mm. Os maiores registros dos últimos anos são de 2009 e algumas cidades já bateram a marca.

Estragos

Na manhã do sábado (12), em Eldorado, a 440 quilômetros de Campo Grande, mais uma rodovia foi interditada, depois que o asfalto cedeu formando uma grande cratera. O município já havia decretado situação de emergência e acabou ficando isolado.

Em Coronel Sapucaia, uma cratera foi aberta na estrada. A ponte na MS-289, que liga Coronel Sapucaia e Amambai, foi levada pela água, e o Córrego Inhu-verá, onde está localizada a estação de capitação de água da Sanesul (Empresa de Saneamento do Estado de Mato Grosso do Sul) ficou assoreado. O abastecimento de água está sendo feito por caminhões-pipa. Em Tacuru, a chuva abriu uma cratera na rodovia MS-160, onde o acesso a cidade está em meia pista. Em Caarapó, a barragem do Balneário Municipal Ayrton Senna da Silva se rompeu no dia 6 e elevou as águas do Rio Amambaí.

 

 

Mostre mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Fechar