DestaquePolítica

Deputados de MS divididos com a suspensão do impeachment

Dagoberto é contra a abertura de processo contra Dilma, enquanto Marun vota a favor

Os deputados federais sul-mato-grossenses estão divididos em relação a decisão do ministro do Supremo Tribunal federal (STF), Luiz Fachin, em suspender o processo de impeachment até que o pleno do STF decida sobre a questão. Os aliados do Governo Dilma Rousseff apoiam a decisão, quem é da oposição critica a “intromissão” do Judiciário.

Para o pedetista Dagoberto Nogueira, Fachin agiu de forma justa já que “Cunha (Eduardo Cunha, presidente da Cãmara dos Deputados) está contrariando o regimento. O regimento determina que a indicação para a Comissão Processante tem de ser feita pelos líderes, nunca no paralelo”, completando que  voto secreto adotado por Cunha foi um procedimento também antirregimental, por isso “toda vez que o direito é violado, tem d erecorrer ao judiciário”.

A deputada Tereza Cristina (PSB), que é do partido que integrou a chapa paralela com oposicionistas que venceu a escolha em eleição secreta na noite de anteontem, criticou a judicialização das decisões do legislativo.

Mostre mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Fechar