DestaqueRegião

Dia dos Pais deve movimentar R$ 93 milhões na economia de MS

Gasto médio com presente deve ser de R$ 117,58

Dia dos Pais deve movimentar R$ 93 milhões na economia de Mato Grosso do Sul, montante 27% menor do que no ano passado. Dados são de pesquisa de intenção de compras divulgada hoje pela Fecomércio-MS.

Conforme o levantamento, gasto médio com presente será de R$ 117,58. Em 2015, valor foi de R$ 130, o que representa queda de 10%.

Segundo a pesquisa, a queda nos valores gastos se deve a situação econômica das famílias, com 38,9% declarando que a situação financeira está pior do que no mesmo período do ano passado. Dessa forma, afirmaram agir com cautela.

Entre as pessoas que declararam que irão comprar presentes, a maioria são mulheres (55,4%), jovens entre 18 e 29 anos (51,8%), com ensino médio completo (42,7%) e a maioria é assalariada (50%).

O presente mais citado é vestuário (43,9%), perfumes e cosméticos (14,8%), calçados (12%) e carteira ou cinto (3,6%). Cerca de 16% dos entrevistados ainda estão indecisos quanto ao que comprar.

Preferência dos consumidores é por lojas do centro da cidade e pagamentos em dinheiro. Maioria dos consumidores devem fazer pesquisas antes de comprar.

Pesquisa também levou em consideração expectativa de gastos com comemoração em confraternizações. 49,5% pretendem comemorar a data com almoço ou jantar em casa de familiares, 43% não tem intenção de confraternizar, 3,8% devem ir a restaurantes e 2,5% irão viajar.

Conforme a Fecomércio, essas comemorações serão responsáveis por um gasto médio de R$ 107,71 e movimentação de R$ 76 milhões. Entre os segmentos beneficiados estão mercados, rotisserias, padarias e restaurantes padarias e restaurantes.

CIDADES

Segundo a pesquisa, em Aparecida do Taboado 82% dos consumidores devem ir as compras, o maior índice apresentado. Já o menor é em Chapadão do Sul, com 24% das pessoas afirmando comprar presentes.

O valor estimado para compras aumentou em Corumbá e Ladário, passando de R$ 3,748 milhões em 2015 para R$ 3,879 milhões este ano.

Já Campo Grande registrou uma das maiores quedas, passando de 83% dos consumidores que afirmavam ir as compras, para apenas 40,6%. Valor estimado de gastos também teve queda significativa, sendo total de R$ 15,938 milhões este ano contra R$ 44,655 milhões no ano passado.

Pesquisa também foi feita em Aquidauana, Anastácio, Dourados, Naviraí, Nova Andradina, Ponta Porã, São Gabriel do Oeste e Três Lagoas.

Mostre mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Fechar