Notícias

Pastor acusado de estuprar a neta é condenado a 14 anos de prisão

Um pastor evangélico foi condenado a 14 anos de prisão por estuprar diversas vezes a neta de 11 anos em Rio Brilhante. A sentença foi publicada nesta quarta-feira (23) no Diário da Justiça para que a defesa tome conhecimento e entre com recurso se assim desejar.

O caso veio à tona em março deste ano. A mãe da criança desconfiou da mudança de comportamento. Ao ser questionada, a vítima revelou que o acusado passava as mãos em suas partes íntimas frequentemente e em troca ela ganhava dinheiro para comprar doces.

O caso foi denunciado à polícia e um mandado de prisão foi expedido contra o réu. A polícia inicialmente foi até a casa dele, mas não o encontrou. Três dias depois, ele se apresentou na delegacia acompanhado por um advogado e foi detido em uma das celas da unidade.

Conforme a decisão, o crime deixou graves consequências, já que a criança ficou traumatizada com toda a situação sentindo-se culpada pelo ocorrido. Dessa forma, o rendimento escolar dela caiu e a garota começou a ser assistida por psicólogos.

Por ser considerado o estupro como crime hediondo, o acusado ficará em regime fechado

Mostre mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Fechar