quinta-feira,
13/06/2024
Mais
    InícioDestaqueAVIÃO DESAPERECIDO NO PARANÁ 

    AVIÃO DESAPERECIDO NO PARANÁ 

    Jonas Borges Julião se mudou ainda criança para Umuarama, onde morava com a esposa

    O piloto do monomotor que desapareceu no litoral do Paraná, na manhã de segunda-feira (3), Jonas Borges Julião, é de Mato Grosso do Sul. Na aeronave, que decolou de Umuarama (PR), também estavam dois assessores do governo paranaense, Felipe Furquim e Heitor Guilherme Genowei.

    Jonas era de Sete Quedas, cidade a 468 quilômetros de Campo Grande, mas ainda criança teria se mudado da região de fronteira com o Paraguai para Umuarama, no Paraná, local onde mora com a esposa.

    A aeronave pilotada por ele saiu da cidade no noroeste do Paraná com destino a Paranaguá, litoral do Estado. No entanto, o monomotor acabou desaparecendo na região de Limeira, atrás da Serra da Prata, em Guaratuba.

    Heitor é, além de assessor da Casa Civil, empresário em Umuarama onde tem um posto de combustíveis. Já Felipe atuou como diretor do Instituto Água e Terra na cidade paranaense, entre 2019 e 2022, depois como diretor-geral da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Sustentável e agora é também assessor de governo do Paraná.

    Nas redes sociais, a esposa do piloto pediu orações por Jonas e que as informações falsas não sejam espalhadas. “Oremos. E chega de ficarem com mensagens falsas em grupos, isso não tem graça, mas Deus é maior e meu piloto vai estar bem”, escreveu Maria Alice.

    Ainda na tarde de ontem, uma aeronave da FAB (Força Aérea Brasileira) de Campo Grande foi enviada para ajudar nas buscas. Helicóptero da Casa Militar, do Batalhão de Polícia Militar de Operações Aéreas e do Corpo de Bombeiros também estão à disposição para ajudar na procura nesta terça-feira (4).

    Além disso,  Corpo de Bombeiros do Litoral também já iniciou um trabalho por terra na Serra do Mar.

     

     

     

    Mais Lidas