sexta-feira,
17/05/2024
Mais
    InícioDestaqueCom baixa procura, vacina contra gripe será para todos a partir de...

    Com baixa procura, vacina contra gripe será para todos a partir de 15 de maio

    É baixo o índice de vacinação contra a gripe em Mato Grosso do Sul. Em 28 de abril, há um mês desde a abertura da campanha vacinal no Estado, apenas 18,7% das pessoas chamadas a se imunizarem receberam a dose. Diante disso, a SES (Secretaria de Estado de Saúde) decidiu nesta quinta-feira (4) disponibilizar o imunizante a toda a população.

    A partir de 15 de maio, a terceira segunda-feira do mês, a vacina poderá ser aplicada em todos os grupos. A imunização poderá ser feita  em qualquer unidade de saúde durante os dias úteis da semana e aos finais de semana em locais indicados pelas secretarias municipais de Saúde.

     

    A idade mínima para receber a dose é seis meses de idade, segundo preconizado pelo Ministério da Saúde. Os grupos que até antes do dia 15 são definidos prioritários, continuarão à frente na fila.

     

    Antes da data de liberação ampla, poderão procurar o imunizante somente idosos com 60 anos ou mais; trabalhadores da saúde; crianças de seis meses a menores de seis anos; gestantes em qualquer idade gestacional; puérperas até 45 dias pós-parto; caminhoneiros; população indígena; profissionais das forças armadas; profissionais das forças de segurança e de salvamento, trabalhadores da educação; trabalhadores do serviço rodoviário de transporte de passageiros; população com deficiências permanentes; população com comorbidade; profissionais do sistema penitenciário, profissionais portuários; população privada de liberdade; e jovens em cumprimento de medidas socioeducativas.

    Justificativas – De acordo com resolução da SES publicada na edição desta quarta-feira no Diário Oficial do Estado, a ampliação da vacinação observa que é baixa a cobertura vacinal até o momento, mesmo Mato Grosso do Sul tendo se antecipado, iniciando a campanha 14 dias antes da data oficial estabelecida pelo Ministério da Saúde.

    A pasta estadual também leva em conta dados do Boletim InfoGripe da Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz) e nota técnica que apontam aumento de casos de síndrome gripal e síndrome respiratória aguda grave, especialmente entre as crianças em Mato Grosso do Sul. “A Vacinação contra a influenza permite minimizar a carga e prevenir o surgimento de complicações decorrentes da doença, abrandando os sintomas da doença além de reduzir sobrecarga sobre os serviços de saúde”, diz a resolução da SES.

    Mais Lidas