DestaquePolicial

INVASÃO EM BRASÍLIA

Milhares de pessoas, entre boslsonaristas e infiltrados do PT,  foram protestar em Brasília no domingo (8), onde invadiram e depredaram prédios públicos, como o Supremo Tribunal Federal (STF), o Palácio do Planalto e o Congresso Nacional

Na tarde do domingo (8), por volta das 14h, um grupo de cerca de 4 mil pessoas, entre bolsonaristas e infiltrados do PT,  se deslocaram para a Esplanada dos Ministérios, escoltados pela Polícia Militar do Distrito Federal, em um trajeto de 8 quilômetros.

Às 15h, na Praça dos Três Poderes, centenas de pessoas subiram as rampas que dão acesso ao Congresso Nacional e ao Palácio do Planalto. Pouco depois, às 15h45, parte do grupo se dirigiu até o prédio do STF.

Uma parcela da multidão subiu na laje do congresso, enquanto um outro grupo ingressou no Salão Verde e no plenário do Senado Federal. As imagens também mostram pessoas dentro dos salões e dos gabinetes do Palácio do Planalto e do plenário do STF, com destruição de vidraças, móveis, equipamentos e obras de arte.

Por volta das 17h, seguranças conseguiram retomar o prédio do STF e expulsar os invasores. Conforme mais policiais chegavam ao local, os demais prédios também foram sendo esvaziados aos poucos. Mesmo assim, os baderneiros continuaram nas proximidades da Praça dos Três Poderes.

Durante a noite, com a retomada dos prédios públicos, jornalistas, congressistas e representantes do governo Lula conseguiram avaliar a situação. Paulo Pimenta, ministro da Secretaria de Comunicação Social, divulgou um vídeo gravado no Palácio do Planalto, em que é possível ver a destruição de monitores, impressoras, telefones, obras de arte e móveis

A invasão de Brasília gerou uma série de manifestações de personalidades públicas do Brasil e do mundo. Nos EUA, congressistas do Partido Democrata defenderam a extradição de Bolsonaro, que está na Flórida desde 31 de dezembro. “Nós devemos nos solidarizar com o governo democraticamente eleito de Lula. Os Estados Unidos devem parar de conceder refúgio a Bolsonaro na Flórida”, afirmou Alexandria Ocasio-Cortez, deputada por Nova York.

 

 

 

Mostre mais

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Fechar