domingo,
14/04/2024
Mais
    InícioNotíciasBrasil / MundoConfira qual linhagem do coronavírus está no município de Naviraí

    Confira qual linhagem do coronavírus está no município de Naviraí

    MS possui 14 linhagens do coronavírus, confira quais estão na sua cidade.

    Mutável e com diversas cepas espalhadas pelo mundo, o coronavírus já se apresenta em 14 linhagens em Mato Grosso do Sul. Pelo menos 48 municípios do Estado possuem uma ou mais linhagens do vírus.

    Presente em 30% dos casos de Covid-19 confirmados em MS, a P1 é a variante mais predominante no Estado. A cepa é considerada mais transmissível e com riscos de agravamento, pois isso ocupa o posto das mais perigosas do coronavírus.

    O mapeamento foi realizado pela SES (Secretaria de Estado de Saúde), publicado em boletim epidemiológico e atualizado na última terça-feira (22). Neste estudo, 213 amostras foram utilizadas, dos 48 municípios analisados.

    Em segundo lugar, a B.1.1.28 é encontrada em 28,6% dos casos de Covid-19 confirmados no Estado. Além dessas, MS possui outras 12 linhagens do coronavírus que causam infecções nos sul-mato-grossenses.

    Confira quais linhagens já estão no seu município:

    • Água Clara: B.1.1.33
    • Amambai: B.1.1.28, P.1
    • Anastácio: B.1.1.33
    • Antônio João: P.1
    • Aparecida do Taboado: P.1.2
    • Aquidauana: B.1.1.28
    • Bandeirantes: B.1.1.28
    • Bela Vista: P.1
    • Brasilândia: P.1
    • Bonito: B.1.1.28
    • Bodoquena: P.1
    • Campo Grande: P.1, P.2, B.1.1.33, B.1, B.1.1, B.1.212, N.4, B.1.1.44, B.1.1.28, P.1.2,
    • Chapadão do Sul: B.1.1.28, B.1.1.33, B.1.212
    • Coronel Sapucaia: A.2.5.2, P.2
    • Corumbá: B.1.1.33 , P.1, P.2, B.1.1.28
    • Costa Rica: P.1
    • Coxim: B.1.1.33
    • Deodápolis: P.1
    • Douradina: B.1.1.28
    • Dourados: B.1.1.28, B.1.1.33, P.2, P.1
    • Eldorado: P.1. P.2
    • Fátima do Sul: B.1.1.33, B.1.240
    • Figueirão: B.1.1.33
    • Guia Lopes da Laguna: B.1.1.28
    • Iguatemi: B.1.1.33 , P.2
    • Inocência: B.1.1.28
    • Itaporã: B.1.1.28 , P.1
    • Itaquiraí: B.1.1.28
    • Ivinhema: P.1
    • Jardim: B.1.1.28
    • Japorã: P1
    • Ladário: B.1.1.33, B.1.1.274
    • Maracaju: B.1.1.28
    • Miranda: B.1.1.28, B.1.1.33, P.2
    • Naviraí: P.1
    • Nova Alvorada do Sul: P.2, B.1.1.28
    • Nova Andradina: B.1.1.247, P.2
    • Paranaíba: B.1.1.28
    • Ponta Porã: B.1.1.28, P.2, P.1
    • Porto Murtinho: P1
    • Ribas do Rio Pardo: B.1.1.28
    • Rio Negro: B.1.1.28, B.1.1.33
    • Selvíria: B.1.1.33
    • Sete Quedas: P1
    • Sonora: B.1.1.28, B.1.1.33
    • Tacuru: B.1.1.28
    • Três Lagoas: B.1.1.28, B.1.1.33, B.1
    • Vicentina: B.1.1.33

    Origem das linhagens

    • B.1.1.28: Linhagem brasileira;
    • B.1.1.33: Linhagem brasileira;
    • P.1: Linhagem brasileira surgiu em Manaus, variante descendente da linhagem B.1.1.28. Variante de preocupação, indicada por algumas pesquisas
      como altamente transmissível e maior potencial de gravidade;
    • P.2: Linhagem brasileira surgiu no Rio de Janeiro;
    • B.1.1.274: Inglaterra, Tailândia, Rússia e EUA;
    • B.1: Grande linhagem europeia cuja origem corresponde aproximadamente ao surto no norte da Itália no início de 2020;
    • B.1.1: Linhagem européia;
    • B.1.1.247: antiga B.1.1.55 linhagem do norte da Europa, Norte da África e Gâmbia;
    • B.1.212: Linhagem Sul Americana;
    • B.1.240: Surgiu nos EUA;
    • N.4: Surgiu no Chile derivada da B.1.1.33.4;
    • B.1.1.44: Reino Unido, Dinamarca, Islândia;
    • A.2.5.2: Itália, EUA, Reino Unido;
    • P.1.2: Brasil, Argentina, Países Baixos, EUA, Espanha

    Fonte: Jornal do Conesul

    Mais Lidas