DestaqueVariedades

A ARCA DE NOÉ E O DILÚVIO

A ordem de Deus expressa é que Noé deveria construir esse grande barco

A arca de Noé tinha um único propósito: um refúgio flutuante para Noé, sua família e os animais, durante os meses do Dilúvio. Ela não possuía velas nem remos nem qualquer outro jeito para movimentá-la. Não podia ser conduzida a lugar algum, a não ser pela expressa autorização divina. Uma vez dentro da arca, todos dependeriam da vontade de Deus, exclusivamente. O destino final dessa enorme arca estava completamente nas mãos de Deus.

A ordem de Deus expressa é que Noé deveria construir esse grande barco, em três pavimentos. Com 135 metros de comprimentos, 22 de largura e 13 de altura, ele comportaria a família composta de 8 pessoas e todas as espécies de animais. Era o propósito divino para preservar as raças, principalmente os seres humanos, com a responsabilidade de perpetuar os seres na Terra. Todos aqueles que desobedeceram a ordem de Deus, simplesmente seriam vítimas do grande dilúvio. Noé tinha 480 anos quando recebeu a ordem para construir a arca e morreu com 950 anos de idade. O tempo foi de 120 anos para concluir a obra, estando o velho Noé com 600 anos de idade. Apesar de sua idade avançada, aparentemente ele ainda não tinha filhos. 22 anos após ter a ordem para construir a arca, nasceu Sem. Jafé veio um ano depois, e Cam, no ano seguinte. Não são registrados outros filhos, embora Noé tivesse vivido mais 470 anos.

Tudo pronto, construído o grande barco, o Dilúvio precisava acontecer para que fosse cumprida a vontade de Deus.  Houve duas fontes de água para que o fato pudesse acontecer: todas as fontes do grande abismo foram rompidas; as janelas dos céus se abriram. Desceram pesadas chuvas sobre a Terra, assim como uma poderosa revolta dos mares e outras grandes fontes que estavam debaixo da Terra.  A sugestão dos mais entendidos é que esses fatores contribuíram para que o Grande Dilúvio viesse naqueles dias.

A Bíblia Cristã declara que o Dilúvio cobriu a Terra. Há controvérsias sobre o caso, visto que em alguns pontos mais altos do planeta não existem vestígios de qualquer diluvio. Então, há um entendimento de que esse Grande Dilúvio pode ter ocorrido na região descrita pelo livro Sagrado, onde tudo começou. Exegetas afirmam que o Monte Pico, em Portugal, não teria sido atingido, bem como nas altas montanhas do Japão. O tema está aí para debate, cujo questionamento nunca chegará ao fim. Tudo isso teria acontecido porque Deus estava desgostoso com a rebeldia do povo, incluindo os casamentos entre os “filhos de Deus” e os “filhos dos homens”. Alguns pensam que os filhos de Deus eram seres celestiais especiais. Outros pensam que eram homens piedosos da família de Set que se casaram com mulheres ímpias de outra família. Daí, conclui-se que Noé e sua família eram as únicas pessoas que agradavam a Deus.

Conclusão:

Não há, em nenhum registro, data certa para o Dilúvio, embora alguns estudiosos de história arriscam palpite, informando que o fato teria ocorrido no ano 2350 a.C. Uma autoridade respeitada, no entanto, afirma que o Grande Dilúvio aconteceu anteriormente a 5000 a.C. É bom lembrar que o importante é a obediência aos preceitos divinos, cujo comando é real. Jesus é a Arca da Salvação para estes dias, representando o velho Noé, que de braços abertos, convidava a todos para entrar na Arca. O convite é renovado, para que as pessoas de todo o mundo entendam a mensagem e possam entrar na Grande Arca, pela fé.

 

 

Mostre mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Fechar