DestaqueVariedades

Caminho para a Cruz – O Preço para Resgatar a Humanidade

Desde o século IV d.C. alguns cristãos têm encontrado consolação em caminhar pela Via Dolorosa, a saber, o “caminho do sofrimento”, ou “o caminho doloroso”, para se lembrarem da jornada de Jesus até a cruz. Essa rota de 700 metros de comprimento segue pela Cidade Velha de Jerusalém, desde a Fortaleza Antônia, perto do Monte do Templo, até a Igreja do Santo Sepulcro, o local tradicional mais antigo da crucificação e do sepultamento. Porém, o local visitado pela grande maioria dos cristãos conservadores contemporâneos é o Jardim do Sepulcro, localizado perto da Porta de Damasco.

As Escrituras sobre a Via Dolorosa são claras e simples, contudo são profundas. Na estrada para a cruz, a glória de Deus estava à mostra; o plano de salvação estava sendo realizado; e o amor de Jesus pelas pessoas foi demonstrado. O sofrimento de Jesus começou no Jardim do Getsêmani; continuou em Sua prisão, nos julgamentos religioso e civil que Ele foi forçado a suportar, e nos açoites desumanos que sofreu dos soldados romanos, quando o governador romano Pôncio Pilatos buscava despertar a simpatia das multidões.

Quando Jesus percebeu que estava chegando a sua hora, tomou atitudes decisivas para a conclusão de seu propósito na Terra. A última semana de Jesus  foi marcada por momentos cruciais. Jesus sabia que enfrentaria a cruz e cada passo, cada instante O aproximava mais deste momento. É preciso respeitar as versões diferenciadas sobre a ordem dos fatos, mas o que tradicionalmente é aceito ficou registrado no evangelho de Mateus. O objetivo é aprender sobre as decisões que podem mudar a vida de muita gente sobre esta caminhada para a cruz.

As Estações – 1ª Estação – Jesus é condenado à morte; 2ª Estação – Jesus carrega sua cruz; 3ª Estação – Jesus cai pela primeira vez; 4ª Estação – Jesus encontra sua mãe; 5ª Estação – Jesus é ajudado por Simão de Cireneu; 6ª Estação – Verônica limpa o rosto de Jesus; 7ª Estação – Jesus cai pela segunda vez; 8ª Estação – Jesus encontra as mulheres de Jerusalém; 9ª Estação – Jesus cai pela terceira vez; 10ª Estação – Jesus é despido; 11ª Estação – Jesus é pregado na cruz; 12ª Estação – Jesus morre na cruz; 13ª Estação – Jesus é descido da cruz; 14ª Estação – Jesus é sepultado.

A chamada via dolorosa está em Jerusalém, sendo que alguns pontos citados já não existem mais, permanecendo apenas no imaginário das pessoas diante dos registros feitos pelos evangelistas do Novo Testamento. Nem sempre o que mostrado pelos guias de turismo espelha a realidade dos fatos, visto as transformações ocorridas ao longo da história, As escavações arqueológicas podem esclarecer algumas dúvidas que pairam na mente dos peregrinos que vão a Jerusalém em busca da verdade do mundo antigo.

 

 

 

 

Mostre mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Fechar