DestaqueVariedades

As moedinhas da viúva pobre – A diferença que faz a diferença

Jesus estava no pátio do Templo, sentado perto da caixa das ofertas, olhando com atenção as pessoas que punham dinheiro ali. Muitos ricos deitavam muito dinheiro. Então, chegou uma viúva pobre e pôs na caixa duas moedinhas de pouco valor. Jesus chamou os Seus discípulos e disse:- Eu afirmo a vocês que esta viúva pobre deu mais do que todos. Porque os outros deram do que estava sobrando. Porém ela, que é tão pobre, deu tudo o que tinha pra viver.

Como dizia, “lá em casa não tinha mais nada para comer, nem farinha, nem azeite; eu tinha um quadrante, as duas moedinhas, eu estava guardando antes mesmo da morte do meu marido, eu sabia que seria útil um dia, em meu coração senti muita paz quando decide dar como oferta, dar o meu melhor, dar tudo o que tinha, por fé levar minha melhor oferta e entregar a Deus de todo o meu coração”.

A pobre viúva continua: “esteve aqui na cidade um certo Jesus, e dizem que ele é um profeta, Elias talvez, outros acreditam que Ele é o Filho do Deus vivo. Ele sempre estava acompanhado de 12 homens, assim como as 12 tribos de Israel. Os doze, os que estavam com Jesus, são judeus, o grupo é bem heterogêneo, cada um tem uma personalidade.  Quanto trabalho terá esse Jesus para liderar um grupo tão diferente!…

Dizem que Jesus e os doze estavam em uma maratona de discussões com os doutores da Lei. A primeira discussão foi sobre religião e vida, e o doutor da Lei se mostrou afinado com a proposta de Jesus. Eles falaram sobre o amor, o mandamento. Depois Jesus atacou seus opositores, falando algumas coisas que ninguém entendia muito bem, mas tem alguma coisa a ver com a ideologia dos doutores da Lei. A viúva teria dito: “Dizem que quando o profeta Jesus se senta é para ensinar, então Ele me observou e em seguida chamou os Seus discípulos. Dizem que o que eu fiz era uma exigência de Jesus para com os discípulos, exigência de aprendizado.”

Ela conclui: “Quando depositei minha pequena oferta era tudo o que tinha para viver, minha vida foi entregue, e era isso que Jesus queria dos Seus discípulos, uma entrega sem reserva, o depósito não das sobras, mas do todo, uma oferta sem troco nem troca, uma oferta sem pensar em investimentos futuros, uma oferta para o agora. Uma oferta pra morte terrena e para a vida na eternidade.

Conclusão – Parece que Jesus não queria ensinar sozinho, Ele usou exemplos do cotidiano, afinal de contas não ia pegar bem para uma única mulher viúva e pobre perder tudo o que tinha por amor a Deus e por ter um coração inclinado a seguir os ensinamentos da religião, religião essa que mais se importa em cumprir os mandamentos e desconsiderar as pessoas, suas necessidades. Jesus queria de Seus discípulos que o maior mandamento fosse cumprido, o amor: o amor a Deus e o amor ao próximo, e que a forma como os doutores da Lei tratavam o povo não era a das melhores. Jesus queria uma mudança de caráter de Seus discípulos.

 

 

Mostre mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Fechar