Outros Destaques

Protesto de trabalhadores por paralisação de obras terá duração de três semanas

Manifestação será em praças de pedágio

Pelas próximas três semanas, trabalhadores que atuavam na duplicação da BR-163 farão protestos contra a paralisação das obras em todas as praças de pedágio no Estado.

A primeira manifestação ocorre esta manhã em Jaraguari, onde cerca de 15 manifestantes se reuniram. Apesar da baixa adesão, o trânsito na rodovia próximo ao pedágio do município era paralisado conforme veículos se aproximavam.

Os motoristas eram então informados sobre o motivo do protesto, que deve durar todo período da manhã. Engarrafamentos que se formavam eram rapidamente desfeitos, assim que todos os motoristas recebiam os panfletos.

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Construção Civil, Walter Vieira dos Santos disse que maior mobilização será na quarta-feira, quando protesto ocorrerá em São Gabriel do Oeste.

“Com esse ato estamos repudiando três ações: a demissão em massa de trabalhadores, a paralisação da duplicação e a continuação da cobrança do pedágio”, sustentou.

A duplicação da BR-163 começou em 2015 e em setembro do mesmo ano pedágio começou a ser cobrado.

No dia 12 de abril, a concessionária vencedora do leilão que a escolheu para realizar as obras, a CCR MSVia, anunciou a paralisação das obras até que a Agência Nacional de Transporte Terrestre (ANTT) revise o contrato de concessão, conforme solicitado pela empresa. Ainda não há resultado da análise.

A CCR alegou que o repasse de recursos do Banco Nacional do Desenvolvimento (BNDES) foi reduzido, assim como o fluxo de veículos que transitam pela rodovia, tornando “insustentável” a manutenção do empreendimento conforme previsto em contrato.

Mostre mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Fechar