DestaqueVariedades

Ezequiel, o Atalaia de Israel

O profeta Ezequiel foi um dos homens levantados por Deus para profetizar na época do exílio do povo judeu na Babilônia. O nome Ezequiel significa “Deus fortalece” ou “Deus torna forte”, do hebraico Yeheze’l. Ezequiel era filho de Buzi e pertencia a família sacerdotal, ou seja, Ezequiel era um sacerdote. Ezequiel foi levado cativo para o exílio na Babilônia em 597 a.C., logo após o rei Nabucodonosor ter tomado Jerusalém. Na ocasião foram deportados o rei de Judá, Joaquim, toda a família real, os artesãos habilidosos e os cidadãos mais proeminentes. O profeta Ezequiel era casado, porém sua esposa acabou falecendo repentinamente durante o cativeiro, pouco antes da cidade de Jerusalém ser destruída pela ofensiva do Império Babilônico em 586 a.C. Não é feita qualquer menção sobre possíveis filhos. A morte súbita de sua esposa foi anunciada por Deus, e o profeta foi proibido expressamente pelo Senhor de se lamentar pelo acontecimento, bem como de realizar qualquer rito relacionado ao luto.

Ezequiel foi escolhido como atalaia para alertar o povo sobre os perigos do ERRO. Este profeta vivia entre os israelitas levados ao cativeiro na Babilônia. As profecias deste sacerdote foram feitas ao longo de mais de 20 anos, de 593 a 571 a.C. Durante este tempo, Nabucodonosor II reinou na Babilônia. Ele foi responsável pelas deportações dos judeus de Jerusalém, entre 605, 597 e 585 a.C.) e pela destruição do Templo e da cidade em 586 a.C.

 

Ministério Profético – Após ter sido levado cativo, o profeta Ezequiel se estabeleceu junto ao rio Quebar, na vila de Tel-Abibe, perto de Nipur, na Babilônia. Após cinco anos vivendo no Exílio, Ezequiel recebeu sua chamada profética. Ele vivia em sua própria casa, onde os anciãos vinham consultá-lo. É bem possível que o profeta Ezequiel tenha começado seu ministério profético com a idade de 30 anos. Caso isso esteja correto, então ele tinha entre 25 e 26 anos quando foi deportado para a Babilônia. Apesar de Ezequiel se mostrar bastante familiarizado com os preceitos da religião judaica e com o Templo de Salomão, não há qualquer evidência de que ele tenha desempenhado alguma função sacerdotal em Jerusalém antes de ser levado a Babilônia. Na verdade, geralmente os sacerdotes começavam a exercer suas funções no Templo com a idade de 30 anos, e conforme foi dito acima, o profeta Ezequiel foi exilado antes de alcançar essa idade. Portanto, quando Ezequiel completou 30 anos ele estava vivendo a mais de mil quilômetros de distância de sua terra natal, e no ano em que deveria começar seus serviços como sacerdote, Deus o chamou soberanamente para se tornar um dos grandes profetas. Durante o período em que o profeta Ezequiel profetizou o Templo estava em ruínas.

 Chamada Ministerial – A chamada do profeta Ezequiel para exercer o ministério profético é uma das mais espetaculares registradas nas Escrituras, onde ele teve uma visão da glória divina. Os quatros seres viventes, querubins, vistos por Ezequiel na ocasião de sua convocação, também nos fazem lembrar do chamado de Isaías, onde ele viu os serafins que ministravam diante de Deus. Além disso, existe uma semelhança muito grande com a visão do trono de Deus que o apóstolo João teve. Quando o profeta Ezequiel caiu com o rosto na terra diante da visão tão gloriosa, ele escutou as conhecidas palavras: “Filho do Homem, põe-te em pé e falarei contigo”. Nesse momento ele foi capacitado pelo Espírito a tornar-se um canal da revelação divina e proclamar a Palavra de Deus ao povo. O profeta Ezequiel frequentemente é chamado por Deus pela expressão “Filho do Homem” que nesse contexto significa basicamente “ser humano”, e enfatiza a insignificância humana diante do poder e da majestade de Deus.

Mensagem do profeta – O grande propósito da mensagem profética de Ezequiel era incentivar os judeus exilados a permanecerem fiéis a Deus, confiando que Ele iria cumprir a sua promessa de restauração, conduzindo a nação novamente à sua terra de origem e trazendo tempos de glória para o Templo e Jerusalém após o fim do julgamento divino a qual estavam sendo submetidos e que era evidenciado pelas provações e destruições advindas pela ocasião do cativeiro. O profeta Ezequiel anunciou o julgamento sobre Jerusalém, também sobre as nações estrangeiras e profetizou, após a destruição da cidade, restauração e a misericórdia para o futuro. As profecias de Ezequiel sobre a restauração da casa de Davi são cumpridas plenamente apenas em Jesus. A mensagem do profeta Ezequiel é a que contém mais elementos simbólicos entre todas as outras mensagens dos profetas escritores. Também é possível perceber que a mensagem proclamada por ele era claramente representada por suas próprias experiências pessoais, ou seja, Deus fez com que o profeta Ezequiel fosse um tipo de “sinal vivo” para o povo judeu. Assim, Ezequiel precisou enfrentar grandes provações e suportar terríveis sofrimentos, a fim de que sua vida servisse de sinal para incitar a nação a buscar o arrependimento. Além de muita simbologia, o profeta Ezequiel também usou parábolas  e provérbios. Algumas pessoas, equivocadamente, utilizam algumas passagens do livro de Ezequiel para sugerir que o profeta sofria de algum transtorno mental. Claro que quem defende essa ideia falha em compreender a forma com que Deus direcionou a vida desse homem. No início do ministério do profeta Ezequiel sua mensagem não foi muito bem recebida, porém com o passar do tempo o profeta já aparece numa posição mais honrosa. De qualquer forma, durante seu comissionamento como profeta, o Senhor o avisou de que a casa de Israel não lhe daria ouvido, isso porque os judeus não queriam ouvir o próprio Deus. Por isso Deus disse que fortaleceria Ezequiel contra o povo, numa frase que talvez contenha um jogo de palavras que faz referência ao significado de seu nome.

Fim do Ministério – Nada ficou escrito sobre a morte do profeta Ezequiel. Tudo o que se sabe é que seu ministério durou pelo menos 23 anos. Considerando, então, que ele começou a profetizar em 592 a.C., quando tinha 30 anos, ele viveu, no mínimo, cerca de cinquenta anos. O profeta Ezequiel não é mencionado em outros livros do Antigo Testamento, e também não é citado diretamente no Novo Testamento, porém muito de suas visões claramente serve de base para o simbolismo presente no livro do Apocalipse.

Contemporâneos do Profeta – Ezequiel foi contemporâneo de outros dois profetas escritores: o profeta Jeremias e o profeta Daniel. Os três viveram durante a época do cativeiro, e o único período histórico que contou com tantos profetas escritores como esse foi por volta da segunda metade do século 8 a.C. quando viveram os profetas Isaías, Oséias, Amós e Miquéias. Embora Ezequiel, Jeremias e Daniel fossem contemporâneos, eles não estavam próximos uns dos outros. Jeremias profetizava em Judá, Daniel servia na corte do rei Nabucodonosor e Ezequiel pregava entre os judeus cativos na Babilônia.

A Visão dos Ossos Secos

Veio sobre mim a mão do Senhor; e Ele me levou em espírito, e me pôs no meio de um vale que estava cheio de ossos, e me fez andar ao redor deles; e eis que eram mui numerosos sobre a face do vale e estavam sequíssimos. E me disse: Filho do Homem, poderão viver estes ossos? E eu disse: Senhor, tu o sabes. Então, me disse: Profetiza sobre estes ossos e dize-lhes: Ossos secos, ouvi a palavra do Senhor. Assim diz o Senhor a estes ossos: Eis que farei entrar em vós o espírito, e vivereis. E porei nervos sobre vós, e farei crescer carne sobre vós, e sobre vós estenderei pele, e porei em vós o espírito, e vivereis, e sabereis que eu sou o Senhor. Então, profetizei como me deu ordem; e houve um ruído, enquanto eu profetizava; e eis que se fez um rebuliço, e os ossos se juntaram, cada osso ao seu osso. E olhei, e eis que vieram nervos sobre eles, e cresceu a carne, e estendeu-se a pele sobre eles por cima; mas não havia neles espírito. E Ele me disse: Profetiza ao espírito, profetiza, ó Filho do Homem, e dize ao espírito: Assim diz o Senhor: Vem dos quatro ventos, ó espírito, e assopra sobre estes mortos, para que vivam. E profetizei como Ele me deu ordem; então, o espírito entrou neles, e viveram e se puseram em pé, um exército grande em extremo. Então, me disse: Filho do Homem, estes ossos são toda a casa de Israel; eis que dizem: Os nossos ossos se secaram, e pereceu a nossa esperança; nós estamos cortados. Portanto, profetiza e dize-lhes: Assim diz o Senhor: Eis que eu abrirei as vossas sepulturas, e vos farei sair delas, ó povo meu, e vos trarei à Terra de Israel. E porei em vós o meu Espírito, e vivereis, e vos porei na vossa Terra, e sabereis que eu, o Senhor, disse isso e o fiz, diz o Senhor.

 

 

 

 

 

 

Mostre mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Fechar