DestaqueVariedades

Isaías, um profeta de linhagem nobre

Um dos maiores profetas do reino do sul em Israel, Judá, era chamado Isaías. Esse profeta era de linhagem real e seu ministério durou cerca de 50 anos. O seu tio Amazias foi rei em Judá e o seu primo Uzias também foi um rei. No ano em que morreu Uzias, Isaías foi chamado para servir como profeta, exercendo o dom da profecia nos reinados de Jotão, de 750 a 736 a.C.; Acaz, de 736 a 716 a.C., e Ezequias, de 716 a 687 a.C.

Isaías era um profeta obediente a Deus, enfrentando constantes ameaças durante toda a sua vida, inclusive do império Assírio, muito poderoso na época. Mesmo assim, enquanto Isaías exercia as suas atividades de conselheiro, a nação de Israel não sofreu nenhuma afronta vinda dos assírios. No entanto, Judá teve de pagar pesados tributos aos assírios em troca da paz. O rei Uzias restaurou boa parte do poder militar em Judá, enquanto o rei Acaz, por ser ímpio, ignorava as advertências do profeta de Deus.

Isaías profetizou juízo e libertação para Israel e Judá. E também pode ser considerado o primeiro evangelista do Ministério de Jesus na Terra. Acontece que os bons tempos do reinado de Davi e Salomão estavam no passado. Com a morte de Salomão, a tribo de Judá se exilou ao Sul, enquanto Israel ficou ao Norte. Israel já não queria mais ter um relacionamento com Deus e Judá intercalava entre reis que faziam a vontade do Senhor e reis que faziam conforme a própria vontade.

Por 50 anos, Isaías se dedicou a promover a reaproximação das doze tribos com o Criador, pois as pessoas tinham abandonado a fé. Ele passou pelos reinados de Uzias, Jotão, Acaz e Ezequias. Quando Judá fazia o que era certo diante de Deus, tudo ia bem, porém, quando “dava as costas” para Ele, períodos difíceis surgiam. Mas, de qualquer forma, o povo estava caminhando para uma grande crise espiritual com o passar do tempo.

Isaías surgiu em meio à necessidade de alertar o povo sobre a real condição espiritual daquele momento. Porém, Deus o avisou previamente de que as pessoas não se importariam com os conselhos. Então o profeta questionou a Deus: “… até quando, Senhor? Ele respondeu: Até que sejam desoladas as cidades e fiquem sem habitantes, as casas fiquem sem moradores, e a Terra seja de todo assolada”. Mesmo predizendo as adversidades que chegariam ao povo, Isaías destacava para todos que o livramento poderia ser encontrado no Altíssimo.

Vale ressaltar que ainda hoje as profecias de Isaías se fazem vivas, como quando ele citou a seguinte passagem referindo-se ao Senhor Jesus, que viria Salvar a humanidade: “Naquele dia, o Renovo do Senhor será de beleza e de glória; e o fruto da Terra, orgulho e adorno para os de Israel que forem salvos.”  Ele falou sobre a consumação dos séculos: “Na verdade, a Terra está contaminada por causa dos seus moradores, porquanto transgridem as leis, violam os estatutos e quebram a aliança eterna; a Terra cambaleará como um bêbado e balanceará como rede de dormir; a sua transgressão pesa sobre ela, ela cairá e jamais se levantará.” 

 

Mostre mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Fechar