DestaqueVariedades

Páscoa, sua origem e ritual entre os hebreus

A Páscoa tem o seu início no Velho Testamento. O povo de Israel vivia como escravo do povo egípcio já há 400 anos. A Bíblia diz que Deus ouviu a oração daquele povo que vivia oprimido: “… os filhos de Israel gemiam sob a servidão e por causa dela clamaram, e o seu clamor subiu a Deus. Ouvindo Deus o seu gemido, lembrou-se da sua aliança com Abraão, com Isaque e com Jacó”

Dentre as várias exigências de Deus, a principal era separar um cordeiro ou um cabrito de um ano e sem defeito. Esse animal deveria ser morto num dia determinado e o seu sangue passado nos batentes das portas. Quando Deus viesse para matar os primogênitos, vendo o sangue nos batentes, não mataria ninguém daquela casa. Onde não tivesse o sangue do animal, o primogênito morreria. Aquele sangue era a garantia de vida e libertação daquelas pessoas.

A décima praga acontece e todos os primogênitos do Egito morrem, inclusive o filho do faraó. Ele, então, deixa o povo ir embora. É aqui que começa a Páscoa. O povo foi liberto da escravidão pela mão poderosa de Deus. O ritual realizado na primeira Páscoa, que é descrito em Êxodo 12.1-20, deveria, então, a partir daquele momento, ser observado todos os anos pelas próximas gerações.

Quando os filhos daquelas pessoas perguntassem o que eram aqueles rituais simbólicos feitos na Páscoa, a resposta seria “é o sacrifício da Páscoa ao Senhor, que passou por cima das casas dos filhos de Israel no Egito, quando feriu os egípcios e livrou as nossas casas”. Essa comemoração seguiu até os tempos de Jesus, que deu a ela um significado ainda mais marcante e profundo.

Após Jesus, a Páscoa mudou sua forma, mas não seu significado. Jesus, através de Seu sangue, libertou da escravidão a humanidade toda.  Jesus é como aquele cordeiro que ofereceu o seu sangue para que aquele povo, que vivia como escravo, vivesse e fosse totalmente livre. Pelo sangue de Jesus veio a liberdade. Ele foi o sacrifício que trouxe vida e libertação para todos os que confiam nesta providência.

A Páscoa cristã comemora, então, o sacrifício e a ressurreição de Jesus. Jesus é nosso Cordeiro pascal aos que creem na redenção pela cruz.

Mostre mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Fechar