DestaqueVariedades

Torre de Babel, o Nascimento das Nações

Com o passar dos anos, depois do Grande Dilúvio, as famílias continuavam a se multiplicar sobre a Terra. Cada nova geração tinha um número bem maior de pessoas do que a anterior. Essas granes famílias logo formaram grupos chamados de clãs. As clãs, por sua vez, deram início às tribos. E assim, iam nascendo as nações. O mal, entre os homens, também iam aumentando de maneira assustadora, apesar da orientação para que o nome de Deus fosse honrado.

É bom ressaltar, que no tempo de Noé, a coisa estava tão ruim, que o Criador resolveu destruir tudo por meio do Dilúvio, preservando apenas Noé e a sua família, além dos animais. O tempo ia passando, até que as pessoas tiveram a necessidade de se comunicar melhor, criando novas línguas. Foi preciso, então, por inspiração humana, dar início à Torre de Babel, surgindo ali a confusão de idiomas. A Torre de Babel foi edificada numa planície, na Terra de Sinar, que significa precisamente, a Terra de Babilônia.

Literalmente, no idioma nativo, acadiano, Babel significava a Porta de Deus. A palavra similar em hebraico, significa “misturar ou confundir”. Babel é a legítima confusão das línguas. A Torre de Babel, provavelmente era um zigurate, uma torre de Templo comum, na Terra de Babilônia. Ela assinalava lugar principal de adoração para uma cidade ou região. As pessoas se concentravam para adorar seus deuses e realizar cerimônias religiosas. A arquitetura desse zigurate foi desenvolvida pelos babilônios. Era parecido com uma pirâmide, mas sem os lados aplainados. Alguns deles tinham sete andares, cada andar similar ao de baixo. Pode ser comparado aos arranha-céus modernos, construídos pela engenharia moderna.

A Torre de Babel era um dos maiores zigurates da época, medindo em torno de 90 metros de cada lado. Cada andar era pintado com uma cor diferente, ficando o edifício parecido com um grande arco-íris. A Torre de Babel, a exemplo de zigurates, foi construída de barro e palha, ou argila, queimados em alta temperatura, para ter maior resistência. O asfalto era usado em lugar de argamassa para assentar os tijolos. A torre ficava no ponto principal da cidade, sendo o maior edifício, podendo ser visto de muito longe. Muitos templos e torres menores eram construídos, mas a Torre de Babel, sem dúvida, foi a maior de todas.

A Torre de Babel cumpriu, assim, os seus objetivos naquele tempo, mas ruiu bem antes de Nabucodonosor , cujo rei de Babilônia teria construído em Ishtar um templo com as dimensões da referida torre. Acredita-se que a Torre de Babel tenha sido construída sobre as ruínas do Templo de Ishtar. Também em Ninbrode, foi escavado um templo, cuja destruição, acreditam os judeus, ter sido ali a Torre de Babel.

As línguas passaram a existir a partir desse grandioso projeto arquitetônico na Babilônia, mas Deus não quis tolerar a ousadia dos homens, em pretenderem chegar ao céu através de uma construção civil. Apenas lembranças ficaram daquilo que seria o maior desafio para os arquitetos do período pós-dilúvio. O homem pode alçar voos grandiosos, no entanto, jamais pode esquecer, que acima de todas as coisas, deve predominar a mente criativa de um Ser Onipotente, que atua dentro da Grande Consciência Universal.

Mostre mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Fechar