DestaquePolítica

Os três senadores de MS assinaram pedido de CPI da previdência

Requerimento deve ser apresentado nesta terça-feira

Os três senadores de Mato Grosso do Sul, Simone Tebet e Waldemir Moka, ambos do PMDB e Pedro Chaves do PSC assinaram o pedido de criação de uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da previdência. O requerimento solicitando a abertura da comissão deve ser apresentado nesta terça-feira (21), pelo senador Paulo Paim (PT-RS).

De acordo Pedro Chaves, do jeito que está não irá passar no Senado. “Temos que criar a CPI e colocá-la a funcionar para que tenhamos elementos que nos permitam analisar em profundidade todos os pontos ao PEC (Proposta de Emenda Constitucional) que deve chegar ao Senado ainda neste primeiro semestre”, explicou e afirmou que assinou pedido de CPI.

Moka concorda com a necessidade de se fazer a reforma na previdência, mas que o texto atual te que receber alterações. “Eu assinei o pedido da CPI por que acho que com esta investigação poderemos ter mais acessos a números e dados para embasar nosso voto quando o texto chegar no Senado. Seu eu fosse votar hoje votaria contra. Acho que deve ser revisto a questão do tempo de contribuição e analisar em separado algumas categorias”, disse.

A senadora Simone afirmou que também assinou o pedido da CPI. “Eu assinei por que vejo como total benefício neste momento de tanta discussão sobre este assunto. O governo fala que tem deficit e a oposição diz que não e acho que tem um deficit mas não na quantia que estão falando”.

Simone enfatizou que há a necessidade de fato de se fazer a reforma, mas não da maneira que está. “O texto atual da reforma deve sofrer alteração, como uma idade diferenciada para homens e mulheres e o tempo de contribuição. Para mim deveria ser de pelo menos 35 anos. Outro ponto a ser revisto é a questão da transição. Temos que encontrar também uma maneira de que essas mudanças não penalizarem somente o trabalhador e sim a todos”.

Requerimento

O senador Paulo Paim irá requisitar formalmente nesta terça-feira (21) a criação de uma CPI para investigar a situação financeira da Previdência Social, segundo a Agência Câmara. Paim obteve as assinaturas de 46 senadores favoráveis à instalação da comissão de inquérito. O requerimento deve ser apresentado à Mesa do Senado.

Segundo Paim, o objetivo da CPI será investigar os grandes devedores da Previdência e debater a questão do déficit no setor. Para ele, o argumento de que a Previdência é deficitária é uma “história mal contada”.

“Quero ver quem rouba, quem sonega, quem tira do trabalhador, onde estão as anistias indevidas, por que abrem mão de contribuições. Quero mostrar que não há [déficit], é só cobrar daqueles que não estão pagando. Estão assaltando um fundo que é do povo brasileiro”, disse o senador ao site da Casa de Leis.

Paim disse esperar que os trabalhos tenham início no mês de abril.

Mostre mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Fechar