DestaqueRegião

Começa hoje em Naviraí a vacinação contra a gripe A

Começa hoje, em Naviraí, a aplicação de quinze mil doses de vacinas, adquiridas pela Prefeitura, para imunizar parte da população que está fora do grupo prioritário, preconizado pelo Ministério da Saúde.

Com um investimento de R$ 215 mil (incluindo R$ 150 mil da devolução do duodécimo da Câmara Municipal),  no período de oito a 23 de agosto serão vacinadas as pessoas dos grupo de crianças de cinco a nove anos, professores, hipertensos idosos (da faixa etária de 50 a 59 anos).

O anuncio ocorreu em uma recente entrevista coletiva com a imprensa, concedida pelo gerente interino de Saúde – Adelvino de Freitas,  pela coordenadora de imunização – Fernanda  Scheneider e pela enfermeira da Vigilância Epidemiológica – Danila Queiróz.    

A vacinação deve acontecer no salão de festas da Seleta (Sociedade Caritativa e Humanitária). Apenas no dia 20 de agosto, quando já havia o agendamento de um evento, a população poderá procurar o posto de saúde do Varjão.

A distribuição das 15 mil vacinas deve ser feita com base no histórico que reflete a realidade local de Naviraí. A opção pela colocação da faixa etária de 50 a 59 anos e de hipertensos, foi baseada no número de mortes ocorridas por gripe A, com contágio via viris H1N1, em Naviraí. Entre as pessoas que morreram, quatro estava na faixa etária especificada e quatro eram pacientes com hipertensão arterial.

A vacinação das crianças (cinco a nove anos) deve acontecer entre os dias oito e onze de agosto, de 7 às11h e das 13 às 17h. Os professores serão vacinados nos dias 12 e 13, os hipertensos serão vacinados entre os dias 15 e 18 e, os idosos da faixa etária de 50 a 59 anos serão imunizados entre os dias 19 e 23 de agosto.  As vacinas demoram 15 dias para desenvolver o processo imunizatório (fazer efeito)  e tem um ano de validade.

Para ir vacinar, os pais devem levar os documentos que comprovem as datas de nascimentos das crianças, os professores devem apresentar o contra-cheque, os hipertensos uma receita datada de no máximo seis meses antes da vacinação e os idosos devem comprovar suas datas de nascimentos.

Os documentos a serem apresentados serão originais, mas deve haver a apresentação de cópias a serem retidas para haver as comprovações e prestações de contas para o Ministério Público e para os organismos da sociedade civil organizada.

Mostre mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Fechar