DestaqueRegião

Golpistas “ressuscitaram” pessoas para sacar R$ 10 milhões da Justiça Federal

Alvos eram pessoas que tinham ações contra a União para recebimentos

A quadrilha desmontada hoje pela Polícia Federal por meio da operação Quijarro traficava cerca de duas toneladas de cocaína por mês. O entorpecente de origem boliviana entrava no Brasil por meio da fronteira com Corumbá. Durante as investigações, 10 milhões de dólares da quadrilha foram sequestrados pela PF.

As investigações revelaram que a cocaína era transportada em caminhões e carretas com fundos falsos, especialmente preparados para o transporte da droga. Os traficantes transportavam outros produtos para disfarçar a droga e driblar a fiscalização.

Foram identificados no Brasil os imóveis que eram utilizados como entrepostos para o carregamento, descarregamento e confecção de “fundos falsos”.

Dos 81 mandados, 14 são de prisão preventiva, 17 de busca e apreensão em imóveis, outros 43 de busca e apreensão em veículos e 7 em condução coercitiva. O grupo atuava, além de Mato Grosso do Sul, no Paraná e em São Paulo.

Mais detalhes sobre a investigação, que é coordenada pela PF em Londrina, serão divulgados no fim da manhã de hoje.

Mostre mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Fechar