DestaquePolicial

Prefeito recorre a gabinete de crise para evitar novos conflitos

Governo do Estado afirma que presença da Força Nacional foi solicitada

Mário Valério (PR), prefeito de Caarapó, se reuniu hoje com gabinete de crise que coordena operações no conflito entre índios e produtores rurais no sul de Mato Grosso do Sul. Ele solicitou reforço na estrutura de segurança para evitar novos enfrentamentos que deixaram um indígena morto e outros oito feridos, incluindo três policiais.

“A tensão é grande. Não conseguimos contato com as lideranças indígenas e as estradas estão bloqueadas. Eu não estava no momento e não tenho muitas informações porque não conseguimos entrar lá”, pontuou ao Portal Correio do Estado.

Hoje pela manhã, o prefeito recorreu ao gabinete de crise liderado pelo secretário de Estado de Segurança Pública, José Carlos Barbosa, para que haja reforço de efetivo na região. Isso depois de ocupação da Fazenda Yvu, ontem, resultar na morte do agente de saúde indígena, Clodiode Aquileu Rodrigues de Souza.

Em nota divulgada há pouco, o Governo do Estado afirmou que solicitou a presença da Força Nacional na área.

CONFLITO

Outras oito pessoas foram encaminhadas a hospitais de Caarapó e Dourados, incluindo uma mulher e uma criança. Três policiais também integram a lista, depois de serem espancados por indígenas durante resgate das vítimas. Armas e coletes foram tomados dos militares, já a viatura foi queimada.

Estão no local representantes da Fundação Nacional do Indío (Funai), Ministério Público Federal (MPF), além das Polícias Federal, Civil, Militar, Rodoviária Federal e do Departamento de Operações de Fronteira (DOF). Um helicóptero dá suporte as ações e equipe do Batalhão de Choque, em Campo Grande, está de prontidão caso seja necessária intervenção.

Mostre mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Fechar