CidadesDestaque

AVENIDA ADJALMO SALDANHA: AQUI, ONDE TUDO COMEÇOU

O nome da avenida é uma homenagem póstuma ao fazendeiro Adjalmo Saldanha, que residia em Ponta Porã, e que exerceu influência nos primórdios da História de Mundo Novo, ainda nos tempos de Tapuí-Porã. O aeroporto ficava no início da avenida, onde o colonizador Oscar Zandavalli, nos idos de 1955, aterrissava o seu avião, trazendo os pioneiros do interior do Estado de São Paulo, principalmente de Pacaembu, que vinham conhecer o novo lugar para realizar negócios imobiliários. A avenida Adjalmo Saldanha possui 3.200 metros de extensão.

aabav1Esta avenida tem história, eis que tudo começou aqui. Foi nela também que foi registrado o primeiro derramamento de sangue, quando no dia 17 de junho de 1962, o colonizador foi brutalmente assassinado. Mas foi também nesta histórica avenida que se instalaram os primeiros estabelecimentos comerciais, tendo sido palco de grande movimentação popular nos anos 70, com a colonização do IBRA, que teve início no ano de 1967.

A Tradicional Empresa de Transporte Coletivo, Viação Umuarama, tinha sua sede onde atualmente fica a Secretaria de Obras do Município. Esse local lembra muito bem os tempos de Hélio Kumagai, um dos sócios da Empresa e do gerente Lino Maia, que ainda vive entre nós. Fazendo parte do saudosismo, resta na avenida o que sobrou do antigo Posto de Combustíveis Ipiranga, que teve Adacildo de Oliveira como gerente, antes de encerrar as suas atividades.
aabav3O Hotel Kennedy hospedou importantes autoridades na época, enquanto o Armazém de Messias Gomes Pereira era o principal estabelecimento de compras da cidade. Aqui também se instalou o Cartório de Registro Civil, que permanece até os dias atuais, sob a direção de Jovino Correa de Souza. Outro ponto interessante, que ainda é referência para muitos pioneiros, é a Farmácia Mundo Novo, desde o início sob a direção do José Eduardo da Silva, o “Zezinho” da Farmácia.

aabav6O Cine Clube lembra o passado, com os divertidos filmes de Mazzaropi e alguns festivais de música popular, que atraía a juventude. Ainda do tempo de Renato Ribeiro, a Casa Agrícola continua no mesmo prédio. Na gestão da Prefeita Dorcelina Folador, foi construída a Capela Mortuária, onde os mortos recebem a última homenagem. Um novo ponto de compras surge na avenida: o Supermercado Real, num prédio reformado para a atividade comercial.

Outra referência para esta avenida, e que ninguém pode esquecer, são os monumentais comícios que nela acontecem durante as memoráveis disputas eleitorais. Normalmente, os grandes comícios de encerramento ocorrem na avenida Adjalmo Saldanha, próximo à Casa-de-Leis.

 

Mostre mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Fechar