quinta-feira,
29/02/2024
Mais
    InícioDestaqueTrio é preso ao roubar carreta em 'falso frete' para vender veículo...

    Trio é preso ao roubar carreta em ‘falso frete’ para vender veículo no Paraguai

    A Polícia Rodoviária Federal em Ponta Porã prendeu três homens que participavam do roubo de uma carreta utilizando-se do “falso frete”.

    Eles marcaram encontro com o condutor no Trevo da Bandeira em Dourados, localizado no entroncamento das BR-463 e BR-163. Ao chegar no local numa carreta bitrem Volvo/FH, o motorista, acompanhado da mulher, foi rendido pelo trio.

    Dois dos assaltantes, Lucas, de 24 anos, morador em Itaporã, e um menor de 17 anos, morador no Jardim Piratininga, em Dourados, permaneceram com o casal na carreta. Lucas assumiu a direção do veículo e seguiu destino a Ponta Porã.

    300x169x4-56b47c468267b8e09828b54c488ea5455946d8ef91b63
    Biz fazia o serviço de batedor Foto: PRF

    Logo à frente da carreta seguia o terceiro elemento do grupo, o Rodrigo, 18 anos, também morador no Jardim Piratininga, em Dourados. Ele estava numa moto Biz e fazia o serviço de batedor.

    Próximo ao trevo de Laguna Carapã policiais da PRF abordaram o condutor da Biz, que não possuía

    Os agentes suspeitaram que o mesmo realizava o serviço de “batedor” para levar ilícitos à região de fronteira.

    Diante da suspeita foi abordada a carreta bitrem, no Km 68 da BR 463, em Ponta Porã, cujo motorista seguia com sua esposa acompanhados de dois homens que fariam o serviço de “chapa” carregando a carreta para um frete contratado.

    Lucas e o menor foram submetidos a revista pessoal e na posse de um deles foi encontrado um revólver Taurus, municiado. A dupla confessou que o frete contratado fazia parte do planejamento do roubo da carreta que seria anunciado na fronteira com o Paraguai. Já havia um comprador interessado pelo veículo.

    Diante das evidências levantadas pela PRF ficou comprovado que o motociclista realizava o serviço de “batedor” para os dois “chapas” que acompanhavam o casal na carreta.

    Os detidos foram encaminhados para a DEFRON (Delegacia de Fronteira) em Dourados, onde confessaram que pelo roubo da carreta receberiam R$ 3 mil.

    Mais Lidas