DestaqueRegião

Aquário do Pantanal completa três meses de obra paralisada

Governador disse que obra será retomada depois de resolução de impasse jurídico

A paralisação das obras do Aquário do Pantanal completou três meses e não há previsão para retomada. O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) disse, durante agenda nesta quarta-feira (28), que a obra deve ser concluída em 2016.

“O aquário está em impasse jurídico e vamos aguardar o desenrolar desse impasse para retomar as obras, mas ela está dentro da nossa programação entre aquelas que ficarão para serem terminadas em 2016”, disse.

A obra de construção do empreendimento foi oficialmente parada no dia 24 de julho, depois que o Governo do Estado acatou a recomendação do Ministério Público Federal (MPF) e suspendeu os pagamentos à Proteco Construções, empresa sublocada pela empreiteira Egelte Engenharia. A empreiteira se recusou a retomar as obras depois do afastamento da Proteco.

De acordo com a assessoria de imprensa do governo, a Procuradoria Geral do Estado estuda o melhor procedimento com relação a decisão liminar que deu respaldo jurídico para a Egelte não retomar as obras. Não há prazo para a retomada da obra.

Porém, segundo a Agência Estadual de Gestão e Empreendimento (Agesul), outras cinco empresas contratadas para prestação de serviços no Aquário do Pantanal mantém as atividades normalmente.

A Ruy Ohtake Arquitetura e Urbanismo Ltda entregou o projeto arquitetônico do local; Alena Engenharia, Gerenciamento e Tecnologia da Informação Ltda, responsável pela elaboração dos projetos complementares e executivos do aquário também já entregou os projetos.

Ooutro serviço entregue foi o da Stemac S.A. – Grupos Geradores, responsável pelo fornecimento e instalação de geradores de energia.

Continuam trabalhando na obra funcionários da empresas Fluida Brasil Indústria e Comércio, contratada para serviços de confecção do sistema de suporte à vida (filtragem, automação e iluminação) e construção cenográfica e a empresa Clima Teck Climatização Ltda, responsável pela execução do sistema de ar condicionado, ventilação e exaustão mecânica do prédio do Aquário do Pantanal.

Histórico

A obra emblemática da gestão do ex-governador André Puccinelli (PMDB) deveria ser inaugurada em dezembro de 2014, depois de ter sofrido outros atrasos. O custo do aquário pronto pode ultrapassar os R$ 300 milhões, estima o atual governo. Sem aditivos, o projeto era para custar R$ 87 milhões.

Mostre mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Fechar