DestaqueVariedades

Guru indiano Atma Nambi sugere em Campo Grande vida mais plena

A busca pelo essencial se torna cada vez mais importante em tempos de caos

Um Guru indiano real passou por Campo Grande. Com mensagens construtivistas, que estimulam o autodesenvolvimento, divulgando técnicas que curam e aliviam a alma. Já é a quinta vez que Atma Nambi pousa em terras morenas, por aqui já existe uma legião de seguidores que buscam em seus ensinamentos, a luz para ir de encontro à plenitude.

‘Guruji’, como também é carinhosamente chamado, começou a busca por seu desenvolvimento espiritual para entender o que era o sofrimento, a angústia. O Guru buscou na sabedoria de alguns professores um aprofundamento maior de suas inquietações, até que aconteceu pra ele uma elucidação, a libertação do sofrimento. “Por anos ele compartilhou sua experiência localmente até que um dia pensou, ‘poxa, preciso expandir isso’ e, em 2012, ele recebeu uma mensagem que não podia ficar só na Índia, ele tinha que abrir mais o leque. A partir daí ele começou a sair por outros países, foi quando aparecemos em 2014 pra ajudá-lo a realizar essa sua intuição “, conta Abhishek Prema, seu discípulo.

Nos pensamentos do Guru, existia a certeza de que o ser humano não deve viver com sofrimento ou angústia, seu trabalho é espalhar pelo mundo suas experiências e provar que é possível ter uma vida equilibrada, basta se propor a isso. Sobre os motivos quais as pessoas buscam por sua ajuda, a maioria, cerca de 70% é pra tratar de sofrimento emocional: depressão, ansiedade e stress, já os outros 30%, buscam curar seus sofrimentos físicos.

Foi a meditação e a busca espiritual que acabou unindo Abhishak e Prema. Após largar o trabalho e verificar que tudo o que vivia era vazio, ausente de significados, ela entrou numa vertente de grande autoconhecimento, fez cursos e outras experiências ligadas ao conhecimento interno. No percurso, ela encontrou seu aquele que seria seu marido: o campo-grandense Abhishek, que já era discípulo de Guruji.

Abhishak tem mais de 14 anos de desenvolvimento espiritual e a Índia é como se fosse o quintal de sua casa, onde visita, pelo menos, uma vez ao ano e é o lugar onde as maiores transformações aconteceram em sua vida. Hoje o casal vive em Búzios, no Rio de Janeiro, e continua se dedicando fortemente à meditação e divulgação dos benefícios que a prática proporciona. Por lá, eles mantêm um Ashram, um centro de meditação, relaxamento e espiritualidade, como num pedacinho da Índia, em um lugar paradisíaco.

“Buscar o autoconhecimento e a auto realização são muito importantes. Senão fica muito difícil viver em um mundo como o de hoje, no meio de tanto sofrimento, stress, angústia… Buscar tudo isso é muito importante para uma vida plena”, pontua Guruji. (Transcrito da Internet)

Mostre mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Fechar