DestaquePolítica

Dois candidatos disputam prefeitura de Japorã

Presidente da Câmara, que assumiu a prefeitura, concorre contra pedetista

Marcada para 1º de dezembro, a eleição suplementar para prefeito de Japorã, cidade no sul de Mato Grosso do Sul, terá dois candidatos. Vanderlei Bispo (PTB), seu vice Gilvan Perin (PSDB), além da vereadora Daiana Franzoni (PRP), tiveram os mandatos cassados em outubro.

Após assumir a prefeitura, o presidente da Câmara Municipal, Paulo César Franjoti (PL), o Paulão Franjoti, entrou na disputa sem coligação e terá como vice o produtor rural Gabriel Klasmann, do mesmo partido. Eles concorrem Rudiney Freire Marinho (PDT), da coligação “Japorã Acima de Tudo”, composta por PDT e MDB. O vice de Rudiney na chapa é o administrador Luiz Bezerra Júnior (MDB).

Klasmann chegou a se candidatar a vice na chapa de Bispo em 2016, mas renunciou e foi substituído por Gil Perin. Rudiney também disputou a prefeitura naquele ano, mas o petebista acabou eleito.

HISTÓRICO

Bispo, Perin e Daiana foram condenados pelo juiz da 33ª Zona Eleitoral, Guilherme Henrique Berto de Almada, por captação ilícita de sufrágio nas eleições municipais de 2016.

Em sua decisão, o magistrado considerou ter havido uso da máquina administrativa para promoção pessoal, desvio de verbas públicas para uso em campanha, distribuição de cestas básicas a famílias indígenas, reforma de poço artesiano em assentamento, simulação de compras de uniformes escolares e simulação de reforma de um prédio público.

Ambos recorreram ao TRE, que manteve a cassação dos mandatos. Em seguida, eles recorreram ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que negou recurso e determinou a execução imediata da decisão da corte estadual.

 

Mostre mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Fechar