DestaqueEsporteNotícias

Francisco Cezário foi eleito para último mandato como presidente da FFMS

Dirigente teve apenas dois votos contrários, contra 35 que apoiaram a continuidade de sua gestão

Sem surpresas ou mudanças. Assim foi a eleição para presidência na Federação de Futebol de Mato Grosso do sul (FFMS) que aconteceu nesta segunda-feira (30), em Campo Grande. Francisco Cezário, foi reeleito para o mandato 2019-23, o seu último à frente da entidade. Cezário encabeçou chapa única na disputa e, dos votos possíveis, teve apenas dois contrários à sua permanência. Apesar de assumir apenas em abril do ano que vem, a eleição foi antecipada seguindo o que fez a CBF neste mês, com a escolha de Rogério Caboclo, que também assume daqui um ano.

Entres os clubes, profissionais e amadores, e as ligas municipais que tinham direito à voto, apenas Abc e Costa Rica não enviaram representantes ao pleito. O Sete de Dourados estava presente com o gestor Tony Montalvão, mas também não votou, já que o presidente Alex Lima não compareceu.

Na contagem, foram 35 votos favoráveis à chapa denominada “Nossa Chapa”, encabeçada por Cezário e com oito vice-presidentes. Essa lista é composta por Marcos Tavares, Jamiro Rodrigues de Oliveira e Carlos Alberto de Assis, todos na atual administração. À esses se juntam Romeu Castro, o ex-presidente Alfredo Zanutti Junior, além de Estevão Petrallás, Américo Ferreira, Joaquim Soares, presidentes respectivamente de Operário FC, Novo e Ubiratan.

Terminar 2018

Anderson Ramos/Capital News

Cezário

Francisco Cezário seguirá à frente da Federação até 2013

 

Confirmada a sequência do trabalho à frente da Federação, Francisco Cezáriomantém cautela ao falar sobre o próximo mandato. “Temos que nos preocupar no momento em dar continuidade ao trabalho e a transparência que temos feito nesta gestão. Antes de pensar em 2019, temos que torcer para que Corumbaense e Novo possam terminar o ano retornando com o futebol sul-mato-grossense para a Série C e termos grandes jogos por aqui. Para isso seguir trabalhando para manter o Morenão aberto e liberar também o Jacques da Luz para jogos menores”, disse, assim que a reeleição foi confirmada.

Entre os novos vices, Operário e Novo se juntam ao Comercial, que já está na atual gestão representado por Carlos Alberto Assis. Petrallás credencia o convite ao trabalho realizado no comando do Galo desde 2014. “O exemplo dado à frente do Operário FC foi o que credenciou o espaço entre os vice-presidentes da Federação. O que nós demonstramos em pouco tempo nos conduziu a esse convite do presidente Cezário”. Antes de assumir de fato, o dirigente se mostra ainda preocupado com o futuro comando do seu clube, já que seu mandato está no fim. “A minha preocupação está em como vou deixar e quem ficará no comando do Operário, já que vou me desligar de direito porque preciso ter um sucessor, mas não de fato”.

Pelo lado do Novo, Américo Ferreira se coloca como um “soldado” na nova administração. “Recebi com muito carinho esse convite. Presidente Cezário havia conversado comigo há uns quatro meses atrás sobre essa possibilidade e fiquei muito feliz pelo fato do Novo ser um clube de apenas sete anos de idade. Disse a ele que quero ser participativo, ajudar na parte administrativa, de competições. Quero ser um soldado e colocar a mão na massa e contribuir”, afirmou.

Mostre mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja Também

Close
Close