AgronegocioDestaqueNotícias

Grupo JBS aumenta abates no MS

Pecuarista sul-mato-grossenses estão voltando a acreditar na melhora do mercado, após um primeiro semestre de 2017 bastante complicado devido a problemas enfrentados pelo setor, com o crescimento no número de animais enviados para os frigoríficos da JBS, empresa que está sendo investigada pela Polícia Federal.

 

De acordo com dados do Serviço de Inspeção de Produtos de Origem Animal (Sipoa), do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), em agosto houve um total de 289.226 abates em unidades do Estado e mais de um terço dos animais (107 mil) foram para as sete plantas frigoríficas da empresa dos irmãos Batista. Em comparação com o mês de julho, quando foram abatidos somente 69 mil animais, houve um aumento de 56,2%

 

Apesar do aumento, comparando com o mesmo período do ano passado, a empresa ainda está 18% abaixo do número de abates. A perda de espaço do grupo JBS resultou no crescimento de pequenos e médios frigoríficos, que estão atendendo a demanda do setor nesse período de crise. Atualmente são 22 unidades em todo o estado.

 

Os concorrentes da JBS, tiveram um crescimento de quase 1% no número de abates no mês de agosto, em comparação com julho deste ano. Além disso, frigoríficos maiores estão investindo na implantação e reabertura de novas unidades no estado.

 

A Marfrig, por exemplo, confirmou a intenção de retomar as atividades da planta em Paranaíba, com capacidade instalada para 700 cabeças/dia.

Mostre mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja Também

Close
Close