DestaqueTribuna Livre

O LABIRINTO – REFLEXÂO SOBRE A VIDA ESPIRITUAL

Episódios reais e com revelações difíceis de ser explicadas – Coisas inexplicáveis, mas vivenciadas como num filme de longa-metragem. Os episódios tiveram começo, meio e quase fim na revelação que terminou às 4 horas da manhã do dia 1 de março de 2017.

Personagens distintas, cujos nomes não podem ser divulgados. Pessoas de todos os níveis se acotovelavam, como se estivessem numa corrida maluca para alcançar um objetivo. Ingressos haviam para os shows da vida, entre 10 reais e 700 reais. As etapas eram muito concorridas e os caminhos perigosos eram constantes. Na multidão, muitas pessoas conhecidas com aspirações diferentes, pretendendo chegar a algum lugar. As dúvidas e embaraços se aproximavam, ficando a maioria confusa na caminhada.

O apocalipse estava ali presente de maneira implacável e com os desdobramentos que nem todos estão preparados para conhecer. Os companheiros de jornada falavam pouco e com ousadia enfrentavam os desafios. Num prédio fenomenal e misterioso, numa região montanhosa de uma conhecida cidade, o mestre se apresenta. Jovem e sem barba, presta cortês atendimento à equipe de aventureiros. Dá um sinal de partida, e cada um segue com entusiasmo rumo ao desconhecido. Surgem labirintos de toda ordem, desde lanças inflamadas até máquinas infernais. Não é possível encontrar palavras para descrever a cena num sonho quase completo. Alguns dos viajores se perderam no percurso, como acontece na vida real. Como é embaixo é em cima. Tudo isso era possível ver durante esse transe espiritual. Muitos estágios interessantes e outros nem tanto, mas eram superados com determinação pessoal.

Ao final da corrida, quase no fim mesmo, conforme orientação de uma das figuras angelicais, o tempo parece ter dado uma pausa, enquanto era aguardada a ordem para prosseguir. Ali estava um verdadeiro condomínio, cercado de construções gigantescas, que podia abrigar milhares de almas deste Sistema de Coisas. Havia uma placa indicando 140 mil habitantes, o que pode representar um importante número apocalíptico. O labirinto era enorme com saídas complicadas, mas indicava o norte com precisão. Uma mulher guerreira e muito especial estava bem à frente e conseguiu o podium de maneira vitoriosa. Até aqui, as explicações são insuficientes para que alguém entenda o mistério dos 144 elementos da Natureza relacionados com as 144 mil personagens descritas pelo evangelista João na Ilha de Patmos. Outras revelações virão!

Mostre mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close